feed facebook

Pesquisa







PARCEIROS




Certificação Energética de Edifícios

FIDUCIAL incentiva criação do próprio emprego

De acordo com os dados divulgados pela OCDE, Portugal é o quinto país com a taxa de desemprego mais elevada dos trinta países que compõem a Organização, com 9,8 por cento de desempregados, ou seja, 547 mil pessoas. É na faixa dos 15 aos 24 anos que Portugal apresenta uma maior taxa de desemprego (19%), sobretudo em jovens recém-licenciados, com habilitações ao nível do ensino superior, onde nível de desemprego é de27,5 por cento.

Perante este cenário, e num clima económico pouco favorável à manutenção e criação de emprego por parte das grandes empresas, a possibilidade que se apresenta mais favorável aos portugueses é a criação do próprio emprego.

Foi com esse objectivo que a Fiducial decidiu ajudar novos empreendedores a criarem um negócio sólido e estável lançando uma nova forma de parceria, designada de “Consultores”. De acordo com Ilídio Faria, Director Geral da empresa, «este modelo é destinado a jovens à procura do primeiro emprego ou desempregados de longa duração, com licenciatura em Gestão, Economia, Contabilidade ou áreas semelhantes, e tem como principal vantagem um reduzido investimento inicial, bem como a inexistência de Royalties, valor normalmente associado no franchising à utilização da marca e sistema».

Para além das vantagens acima referidas, Ilídio Faria acrescenta que «o empreendedor não necessita de constituir empresa, comprar ou arrendar espaço, contratar e formar pessoas», pois muita da carga administrativa inerente a qualquer negócio é assegurada pela Fiducial Portugal, nomeadamente contratos, facturação e recebimentos de clientes.

O objectivo para 2010 é ter 50 novos empresários, espalhados de Norte a Sul do País e que possam, diz Ilídio Faria, «por em prática a missão da Fiducial: transformar o mundo dos negócios através de consultoria de gestão e desenvolvimento de líderes, contribuindo para a evolução da sociedade através do desenvolvimento das empresas».

Acrescente-se que, em 2009, a tendência para a criação de novas empresas veio já a verificar-se, com a criação média mensal de cerca de 2.500 novas empresas. Este número, quando comparado com o número de insolvências em 2009, cerca de 4450, mostra um saldo positivo de 25.962 empresas, «o que revela que o tecido empresarial está a renovar-se, e acima de tudo, a profissionalizar-se», conclui Ilídio Faria.

A FIDUCIAL
A FIDUCIAL é uma empresa internacional de origem franco-americana que oferece serviços financeiros e de gestão para pequenas e médias em empresas, é a 7ª maior consultora pluridisciplinar na Europa. Com uma facturação acima de 600 milhões de euros, a FIDUCIAL tem mais 6.500 colaboradores por todo o mundo, servindo cerca de 185.000 clientes, em 77 países. A FIDUCIAL é actualmente em Portugal a maior empresa de prestação de serviços de consultoria, contabilidade e apoio à gestão, com 55 escritórios os quais prestam regularmente serviços a mais de 11.000 empresas e individuais.